Instituições discutem ações para minimizar os impactos do óleo nas praias do Ceará

12 de novembro de 2019 - 16:07 # # #

O secretario do Meio Ambiente, Artur Bruno, reuniu na manhã desta terça-feira (12/11) representantes de todos os órgãos e instituições de pesquisa envolvidos na realização de ações preventivas para minimizar os impactos das manchas de óleo nas praias do Ceará. O secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, participou da reunião, que debateu entre outros assuntos, os estudos de segurança alimentar e o monitoramento de balneabilidade das praias.

Uma das grandes preocupações desse grupo de trabalho é com a foz do rio Curu e a foz do rio Jaguaribe. Barreiras estão sendo colocadas para conter a passagem das manchas de óleo, uma estratégia para preservar uma área sensível, rica em manguezais, pesca artesanal e que é usada inclusive no abastecimento dágua da população.

Durante a reunião, o secretário Inácio Arruda ressaltou o trabalho da Sema e destacou o grau de seriedade e qualidade das pesquisas que estão sendo realizadas pelos cientistas cearenses. O Nutec, órgão vinculado a Secitece, está colaborando com as ações de avaliação e monitoramento, analisando os pescados comercializados no Ceará. O estudo, realizado junto com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará – Adagri, analisa produtos oriundos do mar, investigando a contaminação por benzeno, por hidrocarbonetos totais de petróleos, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos e metais.

Participaram da reunião, além dos secretários Artur Bruno e Inácio Arruda, o presidente do Nutec, Francisco Magalhães, a diretora do Labomar, Ozilea Bezerra, e representantes da UFC, UECE, Ibama, Semace, Marinha.