Nutec, Ceasa e SPS debatem estratégias para melhorias no programa Mais Nutrição

13 de setembro de 2019 - 15:23 # # #

 

Nutec vai emitir o selo de Segurança Alimentar e Nutricional para os produtos distribuídos pela ação

O presidente da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará, Francisco Magalhães, esteve reunido na tarde desta quinta-feira (12/09) com o presidente da Ceasa-CE, Maximiliano Quintino, o secretário-executivo da secretária de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Francisco Ibiapina, e gestores do Nutec. O objetivo foi aumentar a cooperação entre os órgãos que atuam no programa Mais Nutrição, visando melhoria na qualidade e distribuição dos produtos

 

A proposta do Nutec é emitir o Selo SAN (Selo de Segurança Alimentar e Nutricional), para os produtos fornecidos, como as sopas e polpas, que são entregues às entidades beneficiadas com a ação.

“A ideia do selo é fortalecer a qualidade daquilo que é produzido. Existe uma falsa premissa de que, o que é doado não tem boa qualidade. Então, com a expertise que o Nutec tem em realizar análises microbiológicas e físico-químicas em alimentos, nós garantiremos que esse produto é de boa qualidade, o que vai fortalecer o programa”, declarou a coordenadora do Laboratório de Química Instrumental do Nutec, Crisiana Andrade.

Para o presidente do Nutec, Francisco Magalhães, o apoio das três instituições favorecerá o programa. “A Ceasa, o Nutec e a SPS vão beneficiar o Mais Nutrição, que, com certeza, já é um programa de sucesso”, ratificou.

Segundo Ibiapina, o selo do Nutec é importante para valorizar o Mais Nutrição. “Eu acho essencial que a gente possa agregar o selo do Nutec a esse programa. É importante vir aqui, conversar com vocês, conhecer esse processo que agregará valor ao produto e que será significativo para o Estado do Ceará”, finalizou.

Maximiliano Quintino, da Ceasa, parabenizou a iniciativa do Nutec de juntar as três instituições para beneficiar o programa Mais Nutrição. “Essa integração deveria ocorrer sempre no Governo do Estado e o programa nos proporciona a junção de forças para atender a comunidade”, afirmou.

O próximo passo é produzir uma proposta formal, que será apresentada para a primeira-dama Onélia Santana, que irá validar o processo.