Ciência Itinerante: nova etapa do projeto comemora centenário da comprovação da Teoria da Relatividade

6 de maio de 2019 - 17:14 #

Só este ano, o projeto já alcançou quase 1600 crianças e jovens de 10 municípios cearenses

“O problema concebido pelo meu cérebro, incumbiu-se de resolvê-lo o luminoso céu do Brasil”. Com essas palavras, registradas em uma visita ao nosso País, o físico alemão Albert Einstein destacou a importância da expedição científica realizada por cientistas ingleses e brasileiros no município de Sobral, em 1919, quando o céu limpo e claro da cidade permitiu a visualização de um eclipse solar que ajudou a comprovar a sua Teoria Geral da Relatividade.

Aproveitando as comemorações do centenário da comprovação da teoria, o ônibus-laboratório do projeto Ciência Itinerante – iniciativa da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará (Secitece) – começa uma nova etapa na segunda quinzena do mês de maio, visitando as cidades por onde os cientistas da clássica expedição passaram.


O ônibus-laboratório iniciará o trajeto comemorativo em Camocim, cidade onde os cientistas da expedição original desembarcaram no Ceará.

O trajeto começa já no dia 21 de maio, em Camocim, onde os cientistas da expedição original desembarcaram, e em seguida passará por Granja, Martinópole, Uruoca, Senador Sá, Massapê, até chegar em Sobral, no dia 29, onde serão realizadas festividades da comemoração do centenário.

Para essa nova fase, o ônibus-laboratório passou por uma transformação visual e terá um novo design. Em cada município, o ônibus estará aberto para visitação e os monitores do projeto realizarão demonstrações e experimentos nas mais diversas áreas do conhecimento, como Física, Química, Biologia, Tecnologias da Informação, sempre destacando as potencialidades científicas e econômicas do estado.


Ônibus ganhou novo visual comemorativo pela chegada dos 100 anos da comprovação da Teoria da Relatividade em solo cearense


Saiba mais sobre a comprovação da Teoria em Sobral

A observação do Eclipse de 1919 em Sobral marcou uma revolução nos estudos sobre a física e o modo como entendemos o universo, destacando o Ceará como um marco na história da Ciência. A observação ocorreu na Praça do Patrocínio e também no Jockey Club da cidade, e contou com instrumentos astronômicos de alta qualidade para a época, como um telescópio de 4 polegadas e um celóstato, um equipamento que projeta uma imagem estática do céu, facilitando sua observação.

Dessa forma, foram feitas fotografias que comprovaram as distorções do espaço-tempo propostas por Einstein, ao se observar estrelas que ficavam próximas ao sol. Na época, o céu de Sobral foi indicado como um dos locais ideais na terra para se acompanhar um eclipse solar, o que foi constatado.

Sobre o projeto

O Ciência Itinerante é mais uma iniciativa do Governo do Ceará/Secitece que tem como objetivos a popularização e a interiorização da ciência no estado. O projeto já esteve em todas as macrorregiões cearenses.

Só este ano, o Ciência Itinerante já alcançou quase 1600 crianças e jovens de 10 municípios cearenses. As cidades recebem a visita do ônibus-laboratório totalmente equipado e climatizado, que abriga as apresentações para grupos de, no máximo, 20 pessoas. Lá dentro, monitores de diversas áreas do conhecimento realizam experimentos que aliam a Ciência com práticas lúdicas e interativas, despertando a curiosidade e estimulando a gosto dos expectadores pela investigação científica.


O ônibus-laboratório abriga as apresentações para grupos de, no máximo, 20 pessoas

 


O projeto já alcançou quase 1600 crianças e jovens só este ano