Aproveitamento do gás metano dos resíduos de aterro no Pará

6 de maio de 2019 - 14:24 # # # #

Nutec Visita aterro no Pará com finalidade de verificar viabilidade de aproveitamento do gás metano dos resíduos

O coordenador do Laboratório de Resíduos Sólidos e Efluentes do Nutec, Ari Clecius, o professor do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Universidade Federal do Ceará Ronaldo Stefanutti, e a professora e pesquisadora Mona Lisa Moura, do Laboratórios Associados de Inovação e Sustentabilidade (LAIS) da Universidade Estadual do Ceará, estiveram nesta quinta-feira (2) em Canaã dos Carajás, município do interior do estado do Pará. A visita tem como objetivo verificar a viabilidade do aproveitamento do gás metano dos resíduos do aterro.

Segundo Ari Clecius, a experiência do município com o aterro chegou a eles em uma palestra em Fortaleza. “Daí surgiu a ideia de conhecermos e apresentarmos essa proposta”, disse. Se consolidada a parceria entre a prefeitura e os pesquisadores, eles terão 30 dias para realizarem um estudo no local e indicarem a melhor alternativa para o aproveitamento do gás produzido pelo lixo.

O prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade, destacou que a visita dos pesquisadores demonstra o reconhecimento pelo trabalho realizado no aterro, que deu fim ao antigo lixão do município.

De acordo com a pesquisadora Mona Lisa Moura, no Brasil, o aterro sanitário Oeste de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza, é um dos exemplos de transformação de resíduos urbanos em biometano, gerando aproximadamente 100 mil m3/dia, coletado e purificado pela Empresa GNR-Fortaleza, que é injetado diretamente na rede de distribuição da Companhia de Gás do Ceará (CEGAS).

A partir da visita, os pesquisadores devem iniciar em breve um estudo de viabilidade técnica e econômica para um projeto de sustentabilidade a partir da emissão de biogás.

Conheça mais sobre o trabalho do Nutec com a GNR para produção de biogás

A GNR e o Nutec já atuam em parceria para coleta de gases da planta da GNR. O Laboratório de Resíduos Sólidos (Larse) é o primeiro do Estado qualificado para analisar biogás e biometano, atendendo aos requisitos da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O Nutec faz as análises de biocombustível dentro da Resolução ANP nº 685/2017, que regulamenta a qualidade do biometano de aterros sanitários e estações de tratamento de esgoto. Segundo o Dr. Ari Clecius, responsável pelo Larse, a instituição é pioneira no Estado neste tipo de análise, além de ser um dos poucos laboratórios do país com capacidade de atender a esta demanda tecnológica. “Este convênio com a GNR possibilita validar a qualidade do biometano produzido, além de contribuir para o aumento e diversificação da matriz energética do Estado” conclui.