O que é ?

Concurso e Mostra Científica itinerante para despertar vocações científicas e tecnológicas e identificar novos talentos

O Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, realiza mais uma edição do projeto Ceará Faz Ciência. Em comemoração à

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o tema do evento deste ano será: "A Matemática está em Tudo". Serão seis Feiras e Mostras Científicas envolvendo estudantes e

professores das regiões de Fortaleza e Região Metropolitana; Sertão de Sobral; Sertão Central; Cariri; Centro Sul; Vale do Jaguaribe.

Acontecerá também o Ciência Itinerante com mostras de experiências científicas nas áreas de Química, Física, Biologia e Tecnologia da Informação.

Revelando jovens talentos

Premiação Edição 2016

O primeiro lugar na categoria Ensino Médio ficou com as estudantes Cássia Batista e Ana Tércia Xavier, autoras do projeto “S.O.S Casa”. As alunas desenvolveram pisos e

blocos sustentáveis para ajudar famílias que vivem em casas de taipa no município de Cascavel/CE, a 60km de Fortaleza. A ideia também consegue dar uma destinação

adequada ao lixo da cidade por utilizar como matéria-prima o vidro, a fibra de coco e a borracha. Moradores que mais precisam já começam a ter os blocos e pisos instalados

em suas casas, o que resulta em mais qualidade de vida.

As alunas estudam na Escola de Ensino Médio Ronaldo Caminha Barbosa e são orientadas pela professora Jôseline Maria Sousa. “Estou extremamente feliz em ganhar o

Ceará Faz Ciência. Foi uma experiência inesquecível e não queremos parar por aqui”, afirmou uma das estudantes, Cássia Batista.

Lugar

Instituição de Ensino: EEM Ronaldo Caminha Barbosa, Alunos: Ana Tércia Miranda Xavier e Cássia Xavier Batista, Professor / Orientador: Jôseline Maria Sousa Nascimento, Projeto: S O S CASA

Lugar

Instituição de Ensino: EEM Ronaldo Caminha Barbosa, Alunos: João Matheus da Silva Monteiro e João Felipe da Silva Monteiro, Professor / Orientador: Anilton Nogueira de Matos Filhos, Projeto: Pastilha de Biofertilização / Remediação Agrícula

Lugar

Instituição de Ensino: EEEP Salaberga Torquato Gomes de Mator, Alunos: Emilly de Sousa da Silva e Vitória de Alencar Oliveira, Professor / Orientador: Séphora Luciana de Castro Bastos Sampaio, Projeto: Mini-usina de Reciclagem do Coco-Verde: Uma ferramenta para a aplicação do ensino

Já primeiro lugar da categoria Ensino Superior foi para as alunas de pós-graduação Juliana da Costa e Amanda Leal, com o projeto “Efeito do uso de hidrocoloides em

estruturados mistos de manga com caju”. As estudantes desenvolveram uma espécie de gel consistente que une as polpas do caju e da manga para consumo. O gel é feito

com o hidrocoloide, composto extraído de sementes, algas ou na fermentação de bactérias. O resultado é um alimento sem açúcares e que conserva os nutrientes das frutas

A ideia já está em processo de patente e é vantajosa porque evita o desperdício das frutas, aumentando também a sua duração. O estruturado misto ainda é prático, já que

o consumidor não precisa descascar o alimento. As estudantes da Universidade Federal do Ceará foram orientadas pelo professor Paulo Henrique Sousa.

Lugar

Instituição de Ensino: EEEP Salaberga Torquato Gomes de Mator, Alunos: Emilly de Sousa da Silva e Vitória de Alencar Oliveira, Professor / Orientador: Séphora Luciana de Castro Bastos Sampaio, Projeto: Mini-usina de Reciclagem do Coco-Verde: Uma ferramenta para a aplicação do ensino

Lugar

Instituição de Ensino: UFC - Universidade Federal do Ceará, Alunos: Mayara Silva Rodrigues e Silmara Muniz de Oliveira da Rocha, Professor / Orientador: Maria Lúcia Nunes, Projeto: Avanços no processo do pirarucu salgado-seco: influência da secagem na cor e rancificação

EC

Escola Campeã

A EEM Ronaldo Caminha Barbosa mais uma vez colhe os frutos do estímulo à pesquisa científica. instituído pela diretora Iara Valente do Nascimento Nogueira, os estudantes Kássia Xavier, Ana Tércia Xavier, Maria Eduarda Queiroz, Ivina Castro, João Matheus Monteiro e João Felipe Monteiro, desenvolveram três projetos científicos de extrema relevância social.

Quem pode participar ?

As equipes poderão disputar em uma das duas categorias:

Ensino Médio/Profissional:

a equipe deverá ser formada por no máximo 02 (dois) alunos regularmente matriculados no Ensino Médio/Profissional de instituição pública, e um professor

orientador, ligado pela instituição de ensino a qual os alunos pertencem.

Ensino Fundamental II:

a equipe deverá ser formada por no máximo 02 (dois) alunos regularmente matriculados no Ensino Fundamental II de instituição pública, e um professor

orientador, ligado pela instituição de ensino a qual os alunos pertencem.

Adição

Subtração

Divisão

Mutiplicação

Municípios

Os trabalhos selecionados serão expostos em 06 (seis) edições regionais do Ceará Faz Ciência.

member-1

Fortaleza e R Metropolitana

26 e 27 de Outubro

Local: Centro de Eventos do Ceará

Horário: 14 às 20 horas

Região do Cariri

A definir

Local:

Horário:

member-2
member-3

Sertão de Sobral

A definir

Local:

Horário:

Sertão Central

A definir

Local:

Horário:

member-4
member-5

Centro Sul

A definir

Local:

Horário:

Vale do Jaguaribe

A definir

Local: Praça no Centro

Horário: 14h às 18h

member-5

Parceiros

Estas são as entidades que acreditam na importância da ciência em nosso estado e apoiam a nossa causa.